Lar de Altura deverá estar pronto em Maio

0
55

De acordo com uma nota enviada às redações as obras do futuro Lar de Altura a obra que esteve parada durante 10 anos deverá estar terminada em Maio próximo.

As obras do lar de Altura receberam esta terça-feira “a visita diretora de Segurança Social do Centro Distrital de Faro, Maria Margarida Alves, acompanhada pelo presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral, e pelo dirigente da Associação cegonha Branca, responsável pela obra, Amadeu Chaves”. Segundo o município castromarinense “a construção do Lar de Altura, que se prevê que seja finalizada em maio deste ano, foi retomada no final de 2017, depois de estar parada por 10 anos. A resolução da Associação Cegonha Branca, com o total apoio da Câmara Municipal de Castro Marim, vê agora chegar a bom termo um antigo sonho”.

Câmara Municipal comparticipa 25% da obra

No comunicado à imprensa pode ler-se que “em termos financeiros, depois da doação do terreno por parte do Município de Castro Marim e de um empenhado processo de licenciamento do Lar e Centro de Dia de Altura, em que o Município de Castro Marim garantiu todo o apoio técnico, esta obra representa um investimento de cerca de 1.900.000 euros, estimando-se que a autarquia contribua com cerca de 450.000 euros, em função das disponibilidades orçamentais”.

Diagnóstico social do concelho denuncia falta de respostas para a 3.ª idade

Segundo a câmara municipal de Castro Marim, o lar de Altura, apesar dos diversos atrasos a que esteve sujeito, nasceu da identificação de um dos maiores problemas do concelho, segundo o Diagnóstico Social de Castro Marim, a resposta social para idosos. “O isolamento, associado ao aumento da esperança média de vida, o crescimento de formas de organização familiar atípicas, ou mesmo a diminuição verificada nas redes formais ou informais de solidariedade, constituíram o enquadramento que deu origem à Associação Cegonha Branca e ao projeto do Lar de Idosos na freguesia de Altura, segundo o presidente da instituição, Amadeu Chaves”, pode ler-se no comunicado.

O Lar e Centro de Dia de Altura será constituído por 26 quartos, 6 individuais, 15 duplos e 5 triplos, com capacidade total para 51 utentes residentes (unidade funcional até 60 residentes). A valência contará também com gabinete médico e de enfermagem, sala de movimentação, salas de atividades ocupacionais, salão de estar e bar, sala de refeições, cabeleireiro, piscina interior, com vestiários e duches, e jardim. Está prevista a criação de 25 a 30 postos de trabalho.

A diretora do Centro Regional da Segurança Social visitou a obra em Altura
Publicidade
Partilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.