Desde Setembro que os alunos do 5.º ao 9.º ano da vila de Alcoutim vão ter aulas a Martinlongo

0
977

A medida era temida há vários anos, mas este ano letivo foi de vez. Os 19 alunos foram para a escola de Martinlongo continuar os seus estudos. É sinal claro da desertificação humana que esvazia lugares e espaços outrora repletos de vida e esperança.

O segundo período já começou e deu continuidade a uma rotina iniciada em Setembro de 2018. É que as contas feitas a nível do Ministério da Educação ditaram que os 19 alunos que este ano letivo estavam inscritos no 2. º e 3.º ciclos na vila de Alcoutim (5.º ao 9.º ano) fossem obrigados a ganhar nova rotina. As regras determinaram a insustentabilidade de turmas «pequenas demais» e as crianças tiveram de se adaptar a uma nova escola, a novos colegas, denunciando que são poucos os jovens que por aqui crescem. Segundo o presidente da câmara municipal de Alcoutim, Osvaldo Gonçalves, “esta foi a solução menos má, de modo a que face à necessidade de fundir turmas, o menor número de alunos fosse prejudicado”. O autarca conta que é em Martinlongo que existem mais alunos e esse facto levou a que a escolha recaísse sobre a sede de agrupamento para acolher os novos alunos vindos da vila. A câmara assegura o transporte dos alunos desde a vila de Alcoutim para Martinlongo, “tentando adaptar o melhor possível aos horários dos alunos de modo a que haja o menor impacto possível nas suas rotinas entre a casa e a escola”. Segundo o edil estamos perante “um grande sentimento de perda e sintoma do fenómeno de despovoamento que o concelho enfrenta”. É de referir que a escola da vila de Alcoutim tem agora apenas 25 alunos do primeiro ciclo, divididos em duas turmas. Em Martinlongo são 110 alunos no total dos vários ciclos.

Publicidade
Partilhar
Susana Helena De Sousa
Formação Superior em Jornalismo (Carteira Profissional 9621): Especialização em Imprensa Escrita pelo Centro Nacional de Formação de Jornalistas (CENJOR) Formação media pela Representação da Comissão Europeia em Portugal Experiência em Jornalismo: Rádio (Voz D'Almada, PAL FM, Guadiana FM), Televisão (TVI, AXN, RTP, Canal História) e Imprensa Escrita (Jornal de Setúbal, Semanário O Algarve, Jornal i, Jornal do Baixo Guadiana); Tese de Licenciatura Bi-Etápica: «Serviço Público de Televisão», (publicação com entrevista a Carlos Pinto Coelho) Co-produção, realização e apresentação do programa de Rádio «Se Dúvidas Existem...», do Núcleo de Estudos e Intervenção Psicolõgica de VRSA Co-produção, realização e apresentação do programa «Viver Aqui», do Núcleo de Imigração da Cruz Vermelha Portuguesa de VRSA para o Alto Comissariado para o Diálogo Intercultural Assistente de Realização para Televisão Produtora para Televisão Escrita para Reportagens Televisivas Escrita de Documentário para TV «O Contrabando no Baixo Guadiana» Escrita do texto filme documental «Um Dia na Santa Casa», de Eduardo Soares Pinto Formação Avançada em Dança Contemporânea (CIRL) Formação Inicial em Teatro (TAS, Teatro O Elefante) Formação Inicial Interpretação para Televisão (Aloysio Filho pela ACT) Participação em antologia poética «5.50» (Poetas do Guadiana) Escrita de prefácio para obra editada (Os Poetas do Guadiana nos meios de comunicação social) e outra obra inédita Autora convidada do livro de contos «Ruas» de Pedro Oliveira Tavares e João Miguel Pereira Revisão de Livro de Contos inédito de Mouji Soares Curandoria de exposição de fotografia de Eduardo Soares Pinto, Espanha Co-organização da exposição internacional de arte «Minha Fukushima» na Eurocidade do Guadiana, da Peace and Art Society Organização da Exposição «Aline´s Project» em VRSA, da Peace and Art Society Apresentação de Galas Moderação de Debates e Tertúlias Apresentação de Livros Organização de eventos Co-fundadora do Eco&Design Hotel «Monte do Malhão» Co-fundadora da Mostra Internacional de Cinema «FRONTEIRAS» Voluntariado para a área da comunicação em IPSS's

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.