Município afiança que incentivos à natalidade estão a dar resultado em Alcoutim

0
32

Esta quarta-feira foram aprovadas mais duas candidatura no âmbito do «Programa de Incentivo à Natalidade e Apoio à Família», sendo já 10 as famílias que este ano usufruem desta medida. De acordo com a edilidade, “o programa, vigente desde agosto de 2014, ano em que se registaram apenas cinco nascimentos, constitui a medida que mais significativamente contribui para o crescente aumento da natalidade no concelho”. O município liderado pelo socialista Osvaldo Gonçalves acredita que o aumento da natalidade se deve também a esta ajuda financeira que “pretende reduzir as desigualdades sociais e promover a inclusão social, por via da redução das dificuldades económicas sentidas por alguns agregados familiares do concelho”. Refira-se que o incentivo à natalidade “visa apoiar os agregados familiares do concelho com uma verba de cinco mil euros por cada recém-nascido, a atribuir ao longo dos primeiros três anos de vida da criança”.

Famílias recebem 5 mil euros que têm de ser gastos em comércio local

Esta medida que conta com quatro anos de existência, “traduz-se num subsídio pecuniário sob a forma de reembolso de despesas elegíveis, a atribuir aos nascimentos ocorridos, com a aquisição de bens e serviços considerados indispensáveis ao desenvolvimento saudável e harmonioso da criança, designadamente despesas com saúde, higiene, aquisição de artigos de puericultura e produtos alimentares, bem como despesas com infantário”. Uma das nuances a realçar neste apoio é o facto “das despesas comparticipadas terem que ser realizadas nos estabelecimentos comerciais do concelho, revestindo-se assim o programa com uma dupla função que visa também a dinamização económica do comércio local”.

Promover natalidade e combater envelhecimento da população

Segundo a câmara municipal de Alcoutim “o Programa de Incentivo à Natalidade e Apoio à Família destina-se às famílias residentes e recenseadas no concelho e pretende combater os problemas prementes e preocupantes como a diminuição da natalidade, envelhecimento populacional e consequente despovoamento, mas também melhorar as condições de vida dos estratos sociais mais desfavorecidos e impulsionar a economia local”.

Publicidade
Partilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.