Razão #1: a Paz

0
29

Especial Eleições Europeias

«60 anos, 60 boas razões para a União Europeia»

As eleições europeias realizam-se entre 23 e 26 de maio de 2019. Ter esperança num futuro melhor não chega. Todos temos que assumir as responsabilidades das nossas escolhas. Desta vez, não estamos apenas a pedir-te para votar, mas também a pedir que ajudes a persuadir os outros a votarem também. Porque quando todos votam, todos ganham.  Desta vez, eu voto → destavezeuvoto.eu |https://www.thistimeimvoting.eu .  De setembro a fevereiro de 2019 partilhamos nesta rubrica «60 boas razões para votar». 

*Os textos são de Sofia Colares Alves, Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal

 

As guerras na Europa foram-se sucedendo. Ainda no século passado, morreram milhões de pessoas nas duas Guerras Mundiais e o velho continente europeu entrou em colapso. Num contexto de miséria, era o momento de pensar numa alternativa: uma Europa unida que parecia, nessa altura, uma utopia. Os nossos pais e avós viveram tempos de guerra e de muitas limitações, tanto materiais como de liberdades. As gerações atuais podem dar-se ao luxo de confiar nos vizinhos europeus, uma vez que uma guerra na União Europeia é, hoje em dia, impensável. Aliás, é natural encontrarmo-nos em grupos de várias nacionalidades a estudar, a viver, a trabalhar e a conviver juntos.

A 9 de maio de 1950, Robert Schuman, então Ministro dos Negócios Estrangeiros de França, apresentou a sua proposta para o futuro da Europa: os estados europeus deviam unir esforços e trabalhar em prol da paz e essa união deveria inviabilizar uma nova guerra em solo europeu. O primeiro passo foi a criação da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço, em 1952, seguindo-se os Tratados de Roma, em 1957, que marcam o início do projeto de integração europeia. E esta sua visão, o sonho de paz, é uma realidade há mais de 70 anos.

Este período de 70 anos de paz é o mais extenso de toda a história da Europa. E isto é ainda mais relevante no mundo de hoje onde existem mais de 40 conflitos armados. Sabemos quais são os desafios globais da atualidade e partilhamos receios dos cidadãos europeus mas sabemos, também, que os esforços da UE em prol da paz são incontestáveis. Prova disso é a tendência constante da diminuição dos crimes registados na União Europeia, uma queda de 12% dos crimes registados em 2012 do que no início do século atual. O reconhecimento desses esforços veio também com a atribuição do Prémio Nobel da Paz à EU em 2012 pela sua luta em prol da reconciliação, da democracia e dos direitos humanos na Europa, que são alguns dos êxitos do projeto europeu. Este Prémio Nobel da Paz não deve ser apenas sobre o que já conseguimos. Deve ser, também, uma mensagem para o futuro, uma vez que queremos que os jovens herdem um continente em paz, onde possam ter vidas em liberdade e com oportunidades.

Os desafios persistem. As diferentes opiniões são uma constante. Isso é não só natural como saudável num espaço de democracia e de diversidade. Apesar de a UE ser tão diversa – a nível de culturas, tradições e línguas -, a integração europeia é o maior espaço democrático e de paz no mundo. O nosso lema «Unida na diversidade» mostra como respeitamos e celebramos essa diversidade.

Como afirma o Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, hoje «resolvemos os nossos conflitos à mesa das conversações, não nos campos de batalha». Criamos soluções a conversar e as nossas armas são a lei e a cooperação. No entanto, é um erro tomar a paz adquirida: é um trabalho diário, contínuo e de todos.

Publicidade
Partilhar
Centro Europe Direct do Algarve
O Centro Europe Direct do Algarve é um serviço público que tem como principal missão difundir e disponibilizar uma informação generalista sobre a União Europeia, as suas políticas e os seus programas, aos cidadãos, instituições, comunidade escolar, entre outros. Está hospedado na CCDR Algarve e faz parte de uma Rede de Informação da Direcção-Geral da Comunicação da Comissão Europeia, constituída por cerca de 500 centros espalhados pelos 28 Estados Membro da União Europeia, existindo 19 em Portugal. A Assembleia Geral Anual (AGM ) decorre nornmalmente em outubro e a rede celebrou 10 anos em 2015. Atualmente a Rede de Centros Europe Direct em Portugal inclui 19 centros e é apoiada pela Comissão Europeia através da sua Representação em Portugal. Os Centros de Informação Europe Direct atuam como intermediários entre os cidadãos e a União Europeia ao nível local. O seu lema é «Todos somos EUropa»!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.