PS de VRSA congratula-se com as obras de emergência na EN125 e acusa sociais democratas de “oportunismo político”

0
145

Numa nota enviada às redações o Partido Socialista de Vila Real de Santo António (VRSA) congratula-se com o arranque das obras de emergência que o Governo anunciou em Abril. “Tal como prometido o Governo da República deu hoje início à intervenção de emergência na EN 125 com o objetivo de atenuar os problemas de conservação e segurança resultantes de anos de esquecimento e abandono daquela estrada, agravados pelo Governo do PSD/CDS”, pode ler-se no comunicado socialista.

Na mesma nota às redações os socialistas vilarealenses referem que “o PSD sabia, a Câmara de Vila Real de Santo António sabia, que o cancelamento das obras previstas pela parceira público-privada e a alteração do contrato que o governo Passos/Portas promoveu tornou a 125 num couto privado onde o atual governo nada podia fazer”, e acrescentam que “foi preciso resolver o imbróglio jurídico e financeiro para recuperar a EN125 para as Infraestruturas de Portugal e poder há cerca de 2 meses lançar as obras de emergência, o projeto e o concurso das obras de requalificação”. Célia Paz, líder do PS em VRSA neste comunicado faz também algumas acusações quando refere que “o PSD e a Câmara de Vila Real de Santo António sabiam que o processo estava em curso, que era irreversível, que as obras iam avançar e por isso não resistiu a aproveitar-se da burocracia do Estado para tentar colher os louros fazendo passar a ideia de que tinha sido pela sua pressão que as obras agora avançaram, utilizando os recursos financeiros que não tem e ludibriando, mais uma vez, os Vilarealenses”. E acrescenta que “uma atitude destas por parte de um partido político é perfeitamente justificável no âmbito do normal e salutar combate político, por parte de uma autarquia é a demonstração da falta de respeito e solidariedade Institucional para com o Governo e de puro oportunismo”. Célia Paz diz também que “é bom lembrar que, quando da última intervenção na parte do Sotavento da EN 125 era Governo o PSD, a Câmara de Tavira era do PSD e a Câmara de Vila Real de Santo António era de maioria PS. É bom lembrar que então a obra da EN125 terminou na fronteira do concelho de Vila Real de Santo António com o de Tavira. Teria sido simples coincidência? Não cremos! Ao contrário de outros, o Governo e o PS trabalham para Portugal e para os Portugueses”.

No mesmo dia em que o PS envia esta comunicação teve lugar em VRSA, e de forma inédita, a Audição com os Petecionários pela requalificação da EN125.

Publicidade
Partilhar
Susana Helena De Sousa
Formação Superior em Jornalismo (Carteira Profissional 9621): Especialização em Imprensa Escrita pelo Centro Nacional de Formação de Jornalistas (CENJOR) Formação media pela Representação da Comissão Europeia em Portugal Experiência em Jornalismo: Rádio (Voz D'Almada, PAL FM, Guadiana FM), Televisão (TVI, AXN, RTP, Canal História) e Imprensa Escrita (Jornal de Setúbal, Semanário O Algarve, Jornal i, Jornal do Baixo Guadiana); Tese de Licenciatura Bi-Etápica: «Serviço Público de Televisão», (publicação com entrevista a Carlos Pinto Coelho) Co-produção, realização e apresentação do programa de Rádio «Se Dúvidas Existem...», do Núcleo de Estudos e Intervenção Psicolõgica de VRSA Co-produção, realização e apresentação do programa «Viver Aqui», do Núcleo de Imigração da Cruz Vermelha Portuguesa de VRSA para o Alto Comissariado para o Diálogo Intercultural Assistente de Realização para Televisão Produtora para Televisão Escrita para Reportagens Televisivas Escrita de Documentário para TV «O Contrabando no Baixo Guadiana» Escrita do texto filme documental «Um Dia na Santa Casa», de Eduardo Soares Pinto Formação Avançada em Dança Contemporânea (CIRL) Formação Inicial em Teatro (TAS, Teatro O Elefante) Formação Inicial Interpretação para Televisão (Aloysio Filho pela ACT) Participação em antologia poética «5.50» (Poetas do Guadiana) Escrita de prefácio para obra editada (Os Poetas do Guadiana nos meios de comunicação social) e outra obra inédita Autora convidada do livro de contos «Ruas» de Pedro Oliveira Tavares e João Miguel Pereira Revisão de Livro de Contos inédito de Mouji Soares Curandoria de exposição de fotografia de Eduardo Soares Pinto, Espanha Co-organização da exposição internacional de arte «Minha Fukushima» na Eurocidade do Guadiana, da Peace and Art Society Organização da Exposição «Aline´s Project» em VRSA, da Peace and Art Society Apresentação de Galas Moderação de Debates e Tertúlias Apresentação de Livros Organização de eventos Co-fundadora do Eco&Design Hotel «Monte do Malhão» Co-fundadora da Mostra Internacional de Cinema «FRONTEIRAS» Voluntariado para a área da comunicação em IPSS's

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.