Terra de Maio: Organização fala na “melhor edição dos últimos anos”

0
26

Segundo o comunicado oficial da câmara municipal de Castro Marim, mentora do evento que este ano contou com a parceria da Backup no âmbito do financiamento «365 Algarve» a Terra de Maio conheceu em 2018 “a melhor edição dos últimos anos”, sendo que divulga que entre 25 e 27 de maio a «Terra de Maio» atraiu “milhares de pessoas à aldeia do Azinhal à procura do melhor queijo fresco de cabra de raça algarvia”.

“Abraçado pela programa 365 Algarve, o evento Terra de Maio & Algharb.come ofereceu um rico e diversificado programa, dividido em três dias, onde coube a gastronomia local, a comercialização de produtos tradicionais, mostras de vinhos, artesanato ao vivo, demonstrações de cozinha, exposições de variadas temáticas, ateliês infantis e muita animação musical, com particular destaque para o fado e o flamenco no reflexo daquela que é a cultural local de um território transfronteiriço, com nomes como Valentim Filipe & Raquel Peters (Associação de Fado do Algarve), Raquel Tavares, Ballet Espanhol de Gracia Diaz e “Makarines”. Pelo 3º ano consecutivo, a ANCCRAL (Associação Nacional dos Criadores de Caprinos de Raça Algarvia) fabricou um queijo fresco com aproximadamente 40kg e 80 cm de diâmetro, para o qual foram necessários cerca de 170 litros de leite e 1,5kg de flor de sal de Castro Marim. O “Maior Queijo de Cabra de Raça Algarvia” ofereceu quatro variedades de queijo: o genuíno queijo fresco, queijo fresco com amêndoas e passas, queijo fresco com coentros e salsa e queijo fresco com tomilho”, esmiuça o gabinete de imprensa da câmara municipal de Castro Marim.

Laboratório de Gostos fez a delícia da assistência

Referindo que “o Laboratório de Gostos é sempre uma das grandes atrações deste evento, este ano com dois grandes destaques, o Chef Vitor Sobral, grande referência da gastronomia nacional, e o projeto Cataplay, promovido pelo restaurante Tertúlia Algarvia e que juntou gastronomia, teatro, música ao vivo e coreografias, num espetáculo único e intenso, de sensações e sabores. A destacar ainda, no campo da gastronomia, o showcooking do Chef David Domingues, do Praia Verde Boutique Hotel, o Ronquear do Atum, pela Confraria do Atum (Vila Real de St. António), e a recriação da Vila de Amêijoas”. E continua o comunicado, explicando que neste certame está sempre em cima da mesa uma aposta “em novas formas de atrair e promover a vinda de visitantes ao evento, a Terra de Maio & Algharb.come apostaram este ano numa rede de transportes gratuita, chamada “A Rota de Maio”, que passou pelas principais povoações do concelho e unidades hoteleiras da região Baixo Guadiana”.

“Nesta edição, que deu particular realce ao fado e ao flamenco, esteve patente a exposição «Fado, Património da Humanidade», uma reprodução da exposição permanente do Museu do Fado. Também espaço de formação e estímulo ao empreendedorismo, a Terra de Maio & Algharb.come deu lugar a um seminário, com a participação da Universidade do Algarve, da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve, da Associação Backup e da Associação Odiana, com as temáticas do turismo criativo, gastronomia e agricultura”.

Cofinanciado pelo programa 365 Algarve, «A Terra de Maio & Algahrb.come» foi uma organização da Câmara Municipal de Castro Marim, Junta de Freguesia de Azinhal e Associação Backup, com o projeto Algahrb.come. Teve a colaboração do Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, Turismo de Portugal, Escola de Hotelaria e Turismo de Vila Real de St. António, Associação Nacional de Criadores de Caprinos de Raça Algarvia (ANCCRAL), Casa do Povo do Azinhal, Associação Recreativa e Cultural do Azinhal, Supermercados Corvo e marca Natural.pt, sendo ainda um evento integrado integrada no programa Bandeira Azul.

Aceda aqui ao álbum de fotografias da «Terra de Maio» presente na página oficial do facebook da câmara municipal de Castro Marim.

Publicidade
Partilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.