Associação Naval do Guadiana lidera candidatura para a «Estação Náutica do Guadiana»

0
174

A candidatura para a criação da Estação Náutica do Guadiana aconteceu, a 16 de Maio, no âmbito da criação da rede das Estações Náuticas de Portugal que esta a ser
lavado a cabo pela Fórum Oceano – Associação para o desenvolvimento do Cluster do Mar.
A Fórum Oceano é uma associação privada sem fins lucrativos, de utilidade pública, que reúne mais de 120 associados de diferentes setores da economia do mar e que está mandatada pelo governo para o desenvolvimento do cluster do mar no nosso país.
As Estações Náuticas são uma rede de oferta turística náutica de qualidade, organizada a partir da valorização integrada de recursos náuticos presentes num território e da sua promoção, já bastante difundias em Itália, França e Espanha e que tal como já acontece com as estações de esqui, estabelecem à volta de uma atividade um conjunto de oferta turística diversificada incluído alojamento, restauração, eventos culturais, divertimento noturno, entre outras.

Em Vila Real de Santo António, a sessão de apresentação contou com a presença das 25 entidades parceiras que vão subscrever inicialmente a candidatura, como membros do conselho náutico, entre as quais o Município de Vila Real de Santo António, o Município de Castro Marim, o Município de Alcoutim, a Federação Portuguesa de Motonáutica, a Federação Portuguesa de Canoagem, a Federação Portuguesa de Vela, a Capitania do Porto de Vila Real de Santo António, a Escola de Hotelaria e Turismo de Vila Real de Santo António, a Associação Odiana, a Associação Terras do Baixo Guadiana, o Patronato de Deportes de Ayamonte, o Agrupamento de Escolas de Vila Real de Santo António a Nautiber, a Isla Canela SA, a Laranja Tours, a Mogal, SA, a Boat4you, entre outras.

Associação Naval acredita num turismo integrado onde atividades náuticas ganham peso

A Associação Naval do Guadiana, que lidera a candidatura enquanto entidade coordenadora
apresentou as linhas estratégicas da nova Estação Náutica do Baixo Guadiana. O diretor da
ANG, David Vasques da Silva, que será o coordenador da futura estação identificou os objetivo geral de transformar um destino tradicionalmente Sol e Praia com orientação para as atividades náuticas num produto integrado acompanhado por uma oferta de alojamentos, gastromania, diversão, cultura e desporto otimizando os recursos naturais e humanos, assim como as infraestruturas existentes.
Para o presidente da ANG, Luís Madeira esta iniciativa poderá criar uma nova dinâmica
turística regional centrada nos recursos náuticos do rio Guadiana, da baia de Monte Gordo, do levante algarvio e da zona poente da Costa de la Luz-Huelva, sendo este o território abrangido pela nova estação.
Terminada a fase da candidatura, vai iniciar-se uma fase de contactos com entidades e
empresas do território abrangido com vista a participação alargada na entidade protocolada
que se espera tenha luz verde para a constituição formal antes do fim do verão.

 

Publicidade
Partilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.