CASTRO MARIM: 4 milhões de euros vão permitir abastecer de água 28 povoações

0
58

Em nota à imprensa, a câmara municipal de Castro Marim diz que “depois de aprovada a candidatura apresentada pela Câmara Municipal de Castro Marim (agosto de 2016) ao programa PO SEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), começam agora as obras que de um projeto de infraestruturas de abastecimento de água a 28 povoações do concelho”.Segundo a edilidade “a execução deste projeto permite o abastecimento de água, em quantidade e qualidade, a populações das freguesias rurais ainda não servidas. A intervenção permite a articulação entre a vertente em alta e a vertente em baixa, configurando as infraestruturas municipais de modo a permitir a ligação eficaz aos Sistemas Multimunicipais de Abastecimento de Águas do Algarve”.

Traduzidos em números de investimentos “são 4 milhões de euros de investimento, que concretizam que o abastecimento de água domiciliário chegue a 50% da população do concelho ainda não servida”. Para Francisco Amaral, presidente da câmara municipal castromarinense “além do desenvolvimento e melhoria das condições de vida da população residente, a concretização deste projeto representa também uma indiscutível valorização do interior do concelho de Castro Marim, funcionando como fator de atratividade a novos residentes e como alavanca da economia local, nomeadamente no setor do turismo”.

As povoações abrangidas pela obra

Ficamos a saber que serão abastecidas as seguintes povoações: Portela Alta de Cima, Portela Alta de Baixo, Murteira de Cima, Murteira de Baixo, Sentinela, Eira Grande, Piçarral, Quebradas, Choça Queimada, Casa Branca, Brenhosa e Corujos, numa 1ª fase, e posteriormente as povoações de Magoito, Alcaria da Arraia, Alta Mora, Nora Nova, Nora Velha, Monte das Pereiras, Casa Nova, Monte da Estrada, Pernadeira, Funchosa de Cima, Funchosa de Baixo, Cabacinhos, Vales, Alfarrobeira, Fernão Gil, Soalheira, Eira Verde, Casa Velha, Corte Pequena e Casas Novas.

Em nota final o município refere que “este projeto foi candidatado ao programa PO SEUR no montante máximo possível nos termos do aviso para o abastecimento de água, sendo que a componente de saneamento não era elegível. É um investimento articulável com as intervenções levadas a cabo e permite o fornecimento de água até Alta Mora, a fronteira poente do concelho de Castro Marim, ou seja, um canal de adução com cerca de 54 km de condutas”.

Publicidade
Partilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.