Democratização da leitura no Interior: Espaço «Odeleia» abriu este 25 de Abril

0
209

Odeleite acordou este dia 25 de Abril com um novo espaço. Trata-se de um algo particular naquilo que esta palavra tem de plural significado. Particular porque privado, mas também particular porque inova, distingue-se e faz um caminho novo e de vanguarda. Maria Antónia, a sua mentora e proprietária, esteve esta quarta feira feriado sobejamente ocupada, mas com ela apalavrámos já uma conversa mais intimista e reveladora; convictos que muitas são as histórias que tem para nos contar ficámos com a curiosidade aguçada.

A casa ganhou o nome «Odeleia» e no seu interior muitas são as relíquias literárias expostas e à «mão de semear» e para folhear intensamente. Filha de um antigo professor do ensino primário em Odeleite – estávamos nos anos 50 do século passado;  altura em que as acrianças eram às «macheias» naquela aldeia florida – ali ganhou raízes, deixando a sua alma a vaguear até se «fixar» e de uma forma muito distinta. “Um espaço privado, mas que quando abre as portas faz serviço público” já nos adiantou Maria Antónia entre boas vindas aos visitantes de um primeiro dia que se encheu de atividade, «paredes meias» (que é como quem diz: em parceria) com a empresa municipal de Castro Marim Novbaesuris para celebrar o 44.º aniversário do nosso 25 de Abril.

A traça da casa é típica, as cestas cheias de livros a trilharem-nos o caminho até à soleira da porta convidam-nos a entrar. As amêndoas em cima da mesa fazem a delícia das crianças e as relíquias literárias adoçam o coração dos maiores apreciadores.

Ali tivemos oportunidade de ouvir poesia pela tarde, entre profissionais, amadores, mas, seguramente, todos amantes da palavra; no âmbito do evento «Acontece» da Novbaesuris.

«Odeleia» um espaço onde se pensou o lugar pela democratização da literatura. Uma nova atração na pitoresca aldeia de Odeleite, na serra de Castro Marim. A descobrir; por si e por nós que ainda agora conhecemos um novo ponto de reportagem no território do Baixo Guadiana.

 

 

Publicidade
Partilhar
Susana Helena De Sousa
Formação Superior em Jornalismo: Especialização em Imprensa Escrita pelo Centro Nacional de Formação de Jornalistas (CENJOR) Experiência em Jornalismo: Rádio (Voz D'Almada, PAL FM, Guadiana FM), Televisão (TVI, AXN, RTP, Canal História) e Imprensa Escrita (Jornal de Setúbal, Semanário O Algarve, Jornal i, Jornal do Baixo Guadiana); Tese de Licenciatura Bi-Etápica: «Serviço Público de Televisão», (publicação com entrevista a Carlos Pinto Coelho) Co-produção, realização e apresentação do programa de Rádio «Se Dúvidas Existem...», do Núcleo de Estudos e Intervenção Psicolõgica de VRSA Co-produção, realização e apresentação do programa «Viver Aqui», do Núcleo de Imigração da Cruz Vermelha Portuguesa de VRSA para o Alto Comissariado para o Diálogo Intercultural Assistente de Realização para Televisão Produtora para Televisão Escrita para Reportagens Televisivas Escrita de Documentário para TV «O Contrabando no Baixo Guadiana» Escrita do texto filme documental «Um Dia na Santa Casa», de Eduardo Soares Pinto Formação Avançada em Dança Contemporânea (CIRL) Formação Inicial em Teatro (TAS, Teatro O Elefante) Formação Inicial Interpretação para Televisão (Aloysio Filho pela ACT) Voluntária para IPSS's na área da Comunicação Participação em antologia poética «5.50» (Poetas do Guadiana) Escrita de prefácio para obra editada (Os Poetas do Guadiana nos meios de comunicação social) e outra obra inédita Autora convidada do livro de contos «Ruas» de Pedro Oliveira Tavares e João Miguel Pereira Revisão de Livro de Contos inédito de Mouji Soares Curandoria de exposição de fotografia de Eduardo Soares Pinto, Espanha Co-organização da exposição internacional de arte «Minha Fukushima» na Eurocidade do Guadiana, da Peace and Art Society Organização da Exposição «Aline´s Project» em VRSA, da Peace and Art Society Apresentação de Galas Moderação de Debates e Tertúlias Apresentação de Livros Organização de eventos Co-fundadora do Eco&Design Hotel «Monte do Malhão» Co-fundadora da Mostra Internacional de Cinema «FRONTEIRAS»

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here