ODIANA aposta em app e outras ferramentas para promover sabores, lugares e incentivar empresários

0
119
Roteiro pretende ser um guia do Baixo Guadiana ao nível do setor agroalimentar

A associação ODIANA apresentou no passado dia 20 em Alcoutim os resultados de projetos SIAC [Sistemas de Incentivos às Ações Colectivas] que se dedicaram ao longo de dois anos a fomentar e dinamizar os setores do turismo e do agroalimentar, nomeadamente nas zonas de Baixa Densidade do território do Baixo Guadiana.

Foram feitos balanços que contaram com a presença de diversos responsáveis institucionais, entre eles, o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDRAlg) Francisco Serra. O acolhimento foi feito pelo presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, Osvaldo Gonçalves, sendo que na abertura a presidente da direção da ODIANA, Conceição Cabrita, lembrou a importância da associação se dedicar a projetos que vão de encontro aos importantes nichos de produção e serviços do território.

Por seu turno o edil alcoutenejo expressou o contentamento de Alcoutim acolher o fórum de encerramento, tal como ser um dos concelhos-alvo destes projetos. “Temos de conseguir contornar as adversidades da desertificação e do despovoamento, e com as ferramentas inovadoras e redes que estes projetos criam o caminho pode ser facilitado”, declarou ao nosso jornal aquele edil.

Em representação do presidente da câmara municipal de Castro Marim, Dinís Faísca [chefe de gabinete da edilidade] reforçou a importância de se apostar nos produtos de excelência do Baixo Guadiana e incentivar a sua produção.

Francisco Serra, lançou o desafio à Odiana de se posicionar nas fileiras da inovação dos projetos e na sua comunicação. “Podemos ter o site ou plataforma mais interessantes, mas se não dermos a conhecer e nos tornarmos atrativos ao nível da comunicação muitos dos nossos objetivos não se tornam exequíveis”. Um defensor das potencialidades dos lugares, Francisco Serra olhou entusiasmado para a autenticidade do Baixo Guadiana e garantiu que tem sido “muito profícua a relação que a CCDR Algarve tem estabelecido com o Interior da região, sobretudo no Baixo Guadiana, nomeadamente com Alcoutim” ressalvando que este foi o concelho que mais visitou desde que assumiu a presidência da CCDRAlg.

 Diretora da Odiana apresentou a «app» do Baixo Guadiana

Uma das grandes novidades deste fórum, para além dos resultados que demonstraram potencialidade do território e estabelecimento de redes heterogéneas de parceria, foi a apresentação de uma app que se dedica ao turismo e produtos agroalimentares do Baixo Guadiana. “Quisemos inovar e tornar o nosso território mais acessível através da tecnologia”, disse Sílvia Madeira, diretora-executiva da Odiana que se mostrou entusiasta na disseminação desta plataforma para que a mesma atinja os nichos de mercado e o target mais assertivo.

40 empresários marcaram presença no Fórum

No salão nobre da câmara municipal de Alcoutim estiveram cerca de 40 produtores que participaram ao longo dos dois anos nos projetos em questão. Foi distribuído, também, um roteiro de sabores do Baixo Guadiana, para além de serem apresentados os vídeos promocionais focados no turismo produzidos no mesmo âmbito. Pensadas foram também “outras ferramentas que irão ajudar os empresários e produtores do território a serem mais competitivos, nomeadamente Guias de Apoio ao Produtor e Empresário e Documentos Estratégicos vários”, explicou Sílvia Madeira.
Para além dos edis do Baixo Guadiana a sessão contou com o CRIA da UAlg que mostrou a rede de parcerias criadas nestes projetos. As empresas alcoutenejas «Feito no Zambujal» e a «Fonte D’Almece» estiveram «em casa» e apresentaram o seu percurso de sucesso onde o turismo e o agroalimentar se cruzam de forma exponencial.
A sessão terminou com uma degustação de alguns dos produtos mais tradicionais do território: queijo fresco e iogurte de cabra, sumo de laranja natural, estrelas de figo e amêndoa, chouriço, muxama, filhós e doçaria diversa.

Sobre a estratégia destes projetos SIAC

*Recorde que a Estratégia destes projetos tem enfoque nas baixas densidades, nomeadamente os concelhos de Alcoutim e Castro Marim, tendo sempre como área complementar o concelho de Vila Real de Santo António.
O projeto «Choose our Food» teve incidência no domínio produtivo e inovador do Baixo Guadiana e pretendeu maximizar o potencial dos produtos agroalimentares regionais. O projeto «Turismo em Zonas de Baixa Densidade (Baixo Guadiana)», é focado no eixo turístico, num turismo sustentável que pretende derrubar a barreira sazonal e destacar uma região de excelência turística apostando no pedestrianismo, cicloturismo/BT e ornitologia.
A salientar que este Fórum é uma iniciativa dos projetos da Odiana aprovados em candidatura ao SIAC (Sistema de Apoio a Ações Coletivas), na tipologia Internacionalização – Baixa Densidade – projeto «Turismo em Zonas de Baixa Densidade (Baixo Guadiana)»; e o projeto «Choose our Food», na tipologia Qualificação – Baixa Densidade, do PO CRESC ALGARVE 2020.

*info oficial da entidade promotora: ODIANA

Publicidade
Partilhar
Susana Helena De Sousa
Formação Superior em Jornalismo (Carteira Profissional 9621): Especialização em Imprensa Escrita pelo Centro Nacional de Formação de Jornalistas (CENJOR) Formação media pela Representação da Comissão Europeia em Portugal Experiência em Jornalismo: Rádio (Voz D'Almada, PAL FM, Guadiana FM), Televisão (TVI, AXN, RTP, Canal História) e Imprensa Escrita (Jornal de Setúbal, Semanário O Algarve, Jornal i, Jornal do Baixo Guadiana); Tese de Licenciatura Bi-Etápica: «Serviço Público de Televisão», (publicação com entrevista a Carlos Pinto Coelho) Co-produção, realização e apresentação do programa de Rádio «Se Dúvidas Existem...», do Núcleo de Estudos e Intervenção Psicolõgica de VRSA Co-produção, realização e apresentação do programa «Viver Aqui», do Núcleo de Imigração da Cruz Vermelha Portuguesa de VRSA para o Alto Comissariado para o Diálogo Intercultural Assistente de Realização para Televisão Produtora para Televisão Escrita para Reportagens Televisivas Escrita de Documentário para TV «O Contrabando no Baixo Guadiana» Escrita do texto filme documental «Um Dia na Santa Casa», de Eduardo Soares Pinto Formação Avançada em Dança Contemporânea (CIRL) Formação Inicial em Teatro (TAS, Teatro O Elefante) Formação Inicial Interpretação para Televisão (Aloysio Filho pela ACT) Participação em antologia poética «5.50» (Poetas do Guadiana) Escrita de prefácio para obra editada (Os Poetas do Guadiana nos meios de comunicação social) e outra obra inédita Autora convidada do livro de contos «Ruas» de Pedro Oliveira Tavares e João Miguel Pereira Revisão de Livro de Contos inédito de Mouji Soares Curandoria de exposição de fotografia de Eduardo Soares Pinto, Espanha Co-organização da exposição internacional de arte «Minha Fukushima» na Eurocidade do Guadiana, da Peace and Art Society Organização da Exposição «Aline´s Project» em VRSA, da Peace and Art Society Apresentação de Galas Moderação de Debates e Tertúlias Apresentação de Livros Organização de eventos Co-fundadora do Eco&Design Hotel «Monte do Malhão» Co-fundadora da Mostra Internacional de Cinema «FRONTEIRAS» Voluntariado para a área da comunicação em IPSS's

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.