Baixo Guadiana, Algarve e Europa em foco numa tertúlia sobre Património Cultural

0
119

«2018: Ano Europeu do Património Cultural» será o tema central da primeira tertúlia de 2018 do Jornal do Baixo Guadiana, numa organização conjunta com a Biblioteca Municipal Vicente Campinas, em Vila Real de Santo António, e o Centro Europe Direct do Algarve, instalado na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDRAlg). A tertúlia vai ter lugar a 26 de Janeiro pelas 18h na Biblioteca Municipal Vicente Campinas, em VRSA.

O objetivo passa por dar mais informação sobre este Ano Europeu e perceber, sob diversos pontos de vista, a importância e a oportunidade do mesmo, para além de observarmos, através da partilha de experiências e projetos, qual o impacto que o património cultural tem na nossa sociedade.

Para abrir a temática e refletir conjuntamente teremos um leque diverso de intervenções que pretendem mostrar o potencial do património cultural do Baixo Guadiana e partilhar experiências de trabalho nesta área – umas mais consolidadas e outras numa abordagem mais recente. A título de exemplos que tornam mais intelegível o que significa trabalhar o património cultural vamos conhecer processos, expetativas, frustrações e sucessos de iniciativas à volta do Património Cultural, quer tanto a nível do Baixo Guadiana como do Algarve.

Convidados da tertúlia abrem conversa e partilham suas experiências

São convidados como oradores desta tertúlia o Centro de Investigação e Informação do Património de Cacela (CIIPC), de Vila Real de Santo António, a empresa municipal NovBaesuris, de Castro Marim, e Carlos Brito, alcoutenejo notável, com diversificado trabalho também na área da valorização, preservação e comunicação do património cultural do Baixo Guadiana. Carlos Brito aceitou nosso convite, mas a sua confirmação na tertúlia, e face à sua agenda fora do Algarve, será dada apenas nos próximos dias.

A nível regional vamos contar com as perspetivas da Directora Regional da Cultura do Algarve, Alexandra Gonçalves e da Comissária do Programa «365 Algarve», Anabela Afonso. Aceitou, igualmente, o nosso convite para nos dar o seu olhar sobre esta temática o fotógrafo Filipe da Palma.

Catarina Cruz, Directora do Centro Europe Direct do Algarve, dar-nos-à a visão da União Europeia, focando a importância e as oportunidades de «2018: Ano Europeu do Património Cultural».

Entrada para a tertúlia é livre 

Esta notícia serve também de convite a todos a que ela tenham acesso para que participem na tertúlia à volta de um tema que está a mobilizar os europeus este ano, mas que sempre motivou, mobilizou e foi espaço de trabalho para muitos cidadãos e entidades nas suas várias vertentes.

A organização abre este novo ciclo de tertúlias com o tema deste Ano Europeu porque tem a plena convição que muito se tem feito, mas muito está por fazer em torno do património cultural.

Acreditamos que esta iniciativa será um ponto de encontro de muitos! A entrada, como sempre para as nossas tertúlias, é livre. Acompanhe a produção do evento na nossa página de facebook.

Publicidade
Partilhar
Susana Helena De Sousa
Formação Superior em Jornalismo (Carteira Profissional 9621): Especialização em Imprensa Escrita pelo Centro Nacional de Formação de Jornalistas (CENJOR) Formação media pela Representação da Comissão Europeia em Portugal Experiência em Jornalismo: Rádio (Voz D'Almada, PAL FM, Guadiana FM), Televisão (TVI, AXN, RTP, Canal História) e Imprensa Escrita (Jornal de Setúbal, Semanário O Algarve, Jornal i, Jornal do Baixo Guadiana); Tese de Licenciatura Bi-Etápica: «Serviço Público de Televisão», (publicação com entrevista a Carlos Pinto Coelho) Co-produção, realização e apresentação do programa de Rádio «Se Dúvidas Existem...», do Núcleo de Estudos e Intervenção Psicolõgica de VRSA Co-produção, realização e apresentação do programa «Viver Aqui», do Núcleo de Imigração da Cruz Vermelha Portuguesa de VRSA para o Alto Comissariado para o Diálogo Intercultural Assistente de Realização para Televisão Produtora para Televisão Escrita para Reportagens Televisivas Escrita de Documentário para TV «O Contrabando no Baixo Guadiana» Escrita do texto filme documental «Um Dia na Santa Casa», de Eduardo Soares Pinto Formação Avançada em Dança Contemporânea (CIRL) Formação Inicial em Teatro (TAS, Teatro O Elefante) Formação Inicial Interpretação para Televisão (Aloysio Filho pela ACT) Participação em antologia poética «5.50» (Poetas do Guadiana) Escrita de prefácio para obra editada (Os Poetas do Guadiana nos meios de comunicação social) e outra obra inédita Autora convidada do livro de contos «Ruas» de Pedro Oliveira Tavares e João Miguel Pereira Revisão de Livro de Contos inédito de Mouji Soares Curandoria de exposição de fotografia de Eduardo Soares Pinto, Espanha Co-organização da exposição internacional de arte «Minha Fukushima» na Eurocidade do Guadiana, da Peace and Art Society Organização da Exposição «Aline´s Project» em VRSA, da Peace and Art Society Apresentação de Galas Moderação de Debates e Tertúlias Apresentação de Livros Organização de eventos Co-fundadora do Eco&Design Hotel «Monte do Malhão» Co-fundadora da Mostra Internacional de Cinema «FRONTEIRAS» Voluntariado para a área da comunicação em IPSS's

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.