Rio Guadiana está a ser alvo de um levantamento topo-hidrográfico por parte da Marinha Portuguesa

0
289
Levantamento topo-hidrográfico vai ser levado a cabo até dia 19 de Novembro
No âmbito do projeto «Guadiana: Património Natural Navegável», a Marinha, através do Instituto Hidrográfico com uma brigada hidrográfica, encontra-se a realizar um levantamento topo-hidrográfico no Rio Guadiana, entre Alcoutim e Pomarão, desde 9 de outubro, prevendo-se que termine em 19 deste mês.

“Este projeto tem como objetivo a reabilitação da navegabilidade do Rio Guadiana no troço internacional, assim como das infraestruturas portuárias existentes em ambas as margens, e os respetivos acessos, a fim de aumentar a segurança da navegação, o que proporciona o desenvolvimento das atividades recreativas e turísticas”, pode ler-se no comunicado oficial.

Um projeto que surge do Programa Operativo de Cooperação Transfronteiriça Portugal-Espanha, que integra como parceiros o Instituto Hidrográfico, a Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, a Docapesca – Portos e Lotas, S.A. e a Agencia Pública de Puertos de Andalucía.

O objetivo do trabalho da Brigada Hidrográfica é obter informação topo-hidrográfica atualizada da via navegável do Guadiana.
A aquisição dos dados de sondagem do leito do rio é feita através de um sistema de alta resolução multifeixe, instalado numa lancha, e de um sondador de feixe simples, instalado num bote.
A topografia de estruturas e de pontos de apoio foi efetuada com recurso a métodos de rádio-posicionamento satélite (GNSS, Global Navigation Satellite System).

Após a realização do levantamento topo-hidrográfico, será efetuada caraterização físico-química dos sedimentos, o projeto de assinalamento marítimo e a respetiva produção da cartografia náutica.

Ao que o nosso jornal conseguiu apurar esta sexta-feira, dia 17 de Novembro, terá lugar a última saída de embarcação para o rio Guadiana.

Publicidade

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here