Município de VRSA acredita que telemedicina vai democratizar o acesso a consultas e diagnósticos

0
28
Assinatura de protocolo teve lugar a 14 de Setembro

De acordo com informação avançada em comunicado de imprensa da câmara municipal de Vila Real de Santo António (VRSA) existe agora uma “solução inovadora do município de VRSA” que “quer combater dificuldades e tempos de espera do Serviço Nacional de Saúde, levando consultas até aos lugares mais distantes do concelho”. Trata-se do sistema de telemedicina, sendo que VRSA adquire-o de forma pioneira na região do Algarve.

“Vila Real de Santo António é, a partir desta quarta-feira, o primeiro município algarvio a implementar uma rede de telemedicina para dar uma resposta mais rápida e próxima às necessidades clínicas das suas populações, em especial nas áreas da oftalmologia e dermatologia”, pode ler-se no comunicado que foi enviado após apresentação pública do projeto que avança que “a medida será possível através do sistema de telemedicina e de telediagnóstico Medigraf, desenvolvido pela PT, o qual permite levar consultas médicas e meios auxiliares de diagnóstico até aos locais mais distantes do concelho onde se encontram as populações mais necessitadas ou com dificuldades em se deslocar”.

Oftamologia e Dermatologia terão acesso facilitado

De acordo com Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, “esta ferramenta irá combater as dificuldades que as populações sentem no acesso aos cuidados públicos de saúde, em especial nas áreas da oftalmologia e dermatologia, onde se verifica uma resposta ineficaz do Serviço Nacional de Saúde e elevados tempos de espera”.

Para colocar esta medida no terreno, a autarquia irá criar uma equipa de trabalho própria, mas quer também envolver a Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, tornando-a parte da solução. “Não queremos competir com o Serviço Nacional de Saúde. Pelo contrário, seremos um facilitador”, nota Luís Gomes.

Projeto ao serviço de unidades de saúde móveis

O projeto irá recorrer a unidades de saúde móveis, respondendo também ao problema da falta de transportes do interior do concelho, facto que tem obrigado a Câmara Municipal de VRSA – como muitas outras – a despender milhares de euros para assegurar a deslocação de doentes até ao Hospital de Faro.

“Através de um simples acesso à internet, o sistema de telemedicina Medigraf torna possível a realização de consultas médicas em videoconferência, em tempo real, mesmo quando os profissionais de saúde e os utentes se encontram em locais diferentes.

Entre as vantagens desta solução adquirida pelo município de VRSA estão, por exemplo, a rapidez e a segurança do diagnóstico, a redução de custos, bem como a diminuição dos tempos de espera do Serviço Nacional de Saúde.

Entre outras valências, será possível aceder a funcionalidades como a teleconsulta, o diagnóstico remoto e segunda opinião, bem como a realização de exames médicos em tempo real com a definição necessária para o diagnóstico.

Entre os meios complementares de diagnóstico encontram-se equipamentos como o ecógrafo, o mamógrafo, o raio-x, o eletrocardiógrafo ou o dermatoscópio, entre outros, que permitirão analisar e examinar grande parte das situações que normalmente motivam o recurso a uma consulta médica especializada”, por ler-se no comunicado enviado às redações.

Na sequência deste novo projeto a nota de imprensa da câmara municipal de VRSA afiançou que “o município de Vila Real de Santo António possui, atualmente, o maior serviço público de oftalmologia do Algarve – o projeto «Cuidar». Desenvolvido em parceria com a autarquia de Olhão, esta valência já permitiu, em apenas três anos, a realização de mais de 8000 consultas só em VRSA, bem como a realização de aproximadamente 600 cirurgias”.

 

Publicidade
Partilhar
Susana Helena De Sousa
Formação Superior em Jornalismo (Carteira Profissional 9621): Especialização em Imprensa Escrita pelo Centro Nacional de Formação de Jornalistas (CENJOR) Formação media pela Representação da Comissão Europeia em Portugal Experiência em Jornalismo: Rádio (Voz D'Almada, PAL FM, Guadiana FM), Televisão (TVI, AXN, RTP, Canal História) e Imprensa Escrita (Jornal de Setúbal, Semanário O Algarve, Jornal i, Jornal do Baixo Guadiana); Tese de Licenciatura Bi-Etápica: «Serviço Público de Televisão», (publicação com entrevista a Carlos Pinto Coelho) Co-produção, realização e apresentação do programa de Rádio «Se Dúvidas Existem...», do Núcleo de Estudos e Intervenção Psicolõgica de VRSA Co-produção, realização e apresentação do programa «Viver Aqui», do Núcleo de Imigração da Cruz Vermelha Portuguesa de VRSA para o Alto Comissariado para o Diálogo Intercultural Assistente de Realização para Televisão Produtora para Televisão Escrita para Reportagens Televisivas Escrita de Documentário para TV «O Contrabando no Baixo Guadiana» Escrita do texto filme documental «Um Dia na Santa Casa», de Eduardo Soares Pinto Formação Avançada em Dança Contemporânea (CIRL) Formação Inicial em Teatro (TAS, Teatro O Elefante) Formação Inicial Interpretação para Televisão (Aloysio Filho pela ACT) Participação em antologia poética «5.50» (Poetas do Guadiana) Escrita de prefácio para obra editada (Os Poetas do Guadiana nos meios de comunicação social) e outra obra inédita Autora convidada do livro de contos «Ruas» de Pedro Oliveira Tavares e João Miguel Pereira Revisão de Livro de Contos inédito de Mouji Soares Curandoria de exposição de fotografia de Eduardo Soares Pinto, Espanha Co-organização da exposição internacional de arte «Minha Fukushima» na Eurocidade do Guadiana, da Peace and Art Society Organização da Exposição «Aline´s Project» em VRSA, da Peace and Art Society Apresentação de Galas Moderação de Debates e Tertúlias Apresentação de Livros Organização de eventos Co-fundadora do Eco&Design Hotel «Monte do Malhão» Co-fundadora da Mostra Internacional de Cinema «FRONTEIRAS» Voluntariado para a área da comunicação em IPSS's

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.