O passadiço de Monte Gordo terá mais 4 km, mas é já o maior sobrelevado do Sotavento

0
120
Monte Gordo teve com este passeio marítimo uma primeira medida de requalificação da frente de mar. Segunda fase prossegue em Outubro.

O que o executivo atual, liderado por Luís Gomes, e em véspera de eleições, perspetiva para Monte Gordo é uma frente de mar totalmente requalificada, com melhores acessos, mas também melhores serviços.

Recorde-se que a requalificação dos apoios de praia foi adiada em conversação com proprietários, câmara municipal e Associação Portuguesa do Ambiente.

O que avançou desse projeto global foi a construção de um passadiço recentemente inaugurado a que foi dado o nome de «Passeio Marítimo Dr. Almeida Santos».

Quanto ao nome, a autarquia justifica que “a estrutura foi batizada como Passeio Marítimo Dr. António Almeida Santos, em homenagem ao ex-presidente da Assembleia da República, frequentador assíduo desta localidade e que em muito contribuiu para a consolidação turística da praia de Monte Gordo, com a qual mantinha laços de afinidade”.

A obra já disponível foi alvo de “um investimento de um milhão de euros, possui três quilómetros de extensão e constitui já o maior passadiço sobrelevado do Sotavento algarvio”, assegura a edilidade, referindo, igualmente, que o «passadiço», como é apelidado pela maioria, “está iluminado em toda a sua extensão, possuindo zonas de descanso, bem como um circuito pedonal e de lazer”.

Segunda fase da obra arranca em outubro e somará mais 4 km de passeio marítimo

Entretanto, presidente da Câmara Municipal de VRSA anunciou a construção da fase II do passadiço, que irá ligar o troço já existente à praia de Santo António (perto da foz do Rio Guadiana, em VRSA).

Diz a autarquia que “o prolongamento está orçamentado em um milhão de euros e terá mais 4 quilómetros de extensão, sempre com o magnífico enquadramento da Mata Nacional das Dunas Litorais. Uma vez terminado, será o maior do Algarve e um dos mais extensos do país”.

Além do acesso ao areal, o equipamento garante, este Verão, o acesso a todos os apoios de praia existentes em Monte Gordo, que poderão funcionar normalmente até ao dia 15 de outubro.

Após essa data, os concessionários terão até ao dia 8 de fevereiro de 2018 para demolir as antigas estruturas e proceder à construção das novas, que ficarão ao mesmo nível do passadiço e possuirão uma arquitetura uniformizada.

Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de VRSA utilizou a mesma máxima que o Comandante do Porto de VRSA, Pedro Palma, aquando da cerimónia de inauguração. Ambos disseram que “este é o passadiço de todos: da população, dos agentes económicos e empresariais e dos que escolhem a baía de Monte Gordo para passar férias”.

Luís Gomes quer, assim “a reafirmação daquela que foi a primeira zona balnear do Algarve e onde nasceu o turismo algarvio, nos anos 60, com a construção do Hotel Vasco da Gama. O passeio marítimo obrigou a uma grande concertação, mas os bons resultados estão à vista”.

Requalificação da duna e do calçadão também em plano

Ao nível ambiental, será ainda recuperado o cordão dunar da praia, enquanto as construções a implementar serão sobrelevadas, de forma a evitar o pisoteio, e obedecerão a materiais e projetos sustentáveis.

A reabilitação da praia de Monte Gordo junta-se ao processo de requalificação da frente de mar (calçadão), promovido pela autarquia de VRSA e avaliado em 2,2 milhões de euros.

O passadiço será comparticipado pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e pela Agência Portuguesa do Ambiente.

 

Publicidade
Partilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.