O passadiço de Monte Gordo terá mais 4 km, mas é já o maior sobrelevado do Sotavento

0
136
Monte Gordo teve com este passeio marítimo uma primeira medida de requalificação da frente de mar. Segunda fase prossegue em Outubro.

O que o executivo atual, liderado por Luís Gomes, e em véspera de eleições, perspetiva para Monte Gordo é uma frente de mar totalmente requalificada, com melhores acessos, mas também melhores serviços.

Recorde-se que a requalificação dos apoios de praia foi adiada em conversação com proprietários, câmara municipal e Associação Portuguesa do Ambiente.

O que avançou desse projeto global foi a construção de um passadiço recentemente inaugurado a que foi dado o nome de «Passeio Marítimo Dr. Almeida Santos».

Quanto ao nome, a autarquia justifica que “a estrutura foi batizada como Passeio Marítimo Dr. António Almeida Santos, em homenagem ao ex-presidente da Assembleia da República, frequentador assíduo desta localidade e que em muito contribuiu para a consolidação turística da praia de Monte Gordo, com a qual mantinha laços de afinidade”.

A obra já disponível foi alvo de “um investimento de um milhão de euros, possui três quilómetros de extensão e constitui já o maior passadiço sobrelevado do Sotavento algarvio”, assegura a edilidade, referindo, igualmente, que o «passadiço», como é apelidado pela maioria, “está iluminado em toda a sua extensão, possuindo zonas de descanso, bem como um circuito pedonal e de lazer”.

Segunda fase da obra arranca em outubro e somará mais 4 km de passeio marítimo

Entretanto, presidente da Câmara Municipal de VRSA anunciou a construção da fase II do passadiço, que irá ligar o troço já existente à praia de Santo António (perto da foz do Rio Guadiana, em VRSA).

Diz a autarquia que “o prolongamento está orçamentado em um milhão de euros e terá mais 4 quilómetros de extensão, sempre com o magnífico enquadramento da Mata Nacional das Dunas Litorais. Uma vez terminado, será o maior do Algarve e um dos mais extensos do país”.

Além do acesso ao areal, o equipamento garante, este Verão, o acesso a todos os apoios de praia existentes em Monte Gordo, que poderão funcionar normalmente até ao dia 15 de outubro.

Após essa data, os concessionários terão até ao dia 8 de fevereiro de 2018 para demolir as antigas estruturas e proceder à construção das novas, que ficarão ao mesmo nível do passadiço e possuirão uma arquitetura uniformizada.

Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de VRSA utilizou a mesma máxima que o Comandante do Porto de VRSA, Pedro Palma, aquando da cerimónia de inauguração. Ambos disseram que “este é o passadiço de todos: da população, dos agentes económicos e empresariais e dos que escolhem a baía de Monte Gordo para passar férias”.

Luís Gomes quer, assim “a reafirmação daquela que foi a primeira zona balnear do Algarve e onde nasceu o turismo algarvio, nos anos 60, com a construção do Hotel Vasco da Gama. O passeio marítimo obrigou a uma grande concertação, mas os bons resultados estão à vista”.

Requalificação da duna e do calçadão também em plano

Ao nível ambiental, será ainda recuperado o cordão dunar da praia, enquanto as construções a implementar serão sobrelevadas, de forma a evitar o pisoteio, e obedecerão a materiais e projetos sustentáveis.

A reabilitação da praia de Monte Gordo junta-se ao processo de requalificação da frente de mar (calçadão), promovido pela autarquia de VRSA e avaliado em 2,2 milhões de euros.

O passadiço será comparticipado pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e pela Agência Portuguesa do Ambiente.

 

Publicidade
Partilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.