Fotografias e histórias de filmes vão ilustrar o património cultural do Algarve Interior

0
32

«Documentar Algarve Interior» em Santa Rita, na freguesia de Cacela, concelho de VRSA vai ser levada a cabo pela Algarve Film Comission.  

«Documentar Algarve Interior» é simultaneamente o nome do projeto e o mote para esta exposição que nos leva a relembrar algumas das tradições populares e práticas expressivas que ainda se mantêm vivas e fazem parte da memória e identidade coletiva do interior algarvio.

Através de fotografias e histórias em filme pretende-se ilustrar verbal e visualmente o património cultural (imaterial e material), os territórios e as suas gentes enquanto verdadeiros protagonistas deste trabalho.

O projeto Documentar Algarve Interior tem como objetivos contribuir para a valorização do Património Cultural Local e promover a dinâmica em torno das Atividades Criativas ligadas à produção audiovisual na região. Os conteúdos vídeo foram realizados em colaboração com talentos criativos (filmmakers) locais, entre os anos 2010-2015. Esta iniciativa da associação Algarve Film Commission teve o apoio financeiro do PRODER e incidiu sobre os concelhos de Albufeira, Alcoutim, Castro Marim, Faro, Loulé, São Brás de Alportel, Tavira e Vila Real de Santo António.

30 Fotografias e 9 Curtas-Metragens

A Exposição é composta por 30 (trinta) fotografias e 9 curtas-metragens documentais, cuja tipologia se aproxima do registo etnográfico. A sessão de exibição dos filmes, com imagens recolhidas nos territórios acima mencionados, tem a duração aproximada de 60 minutos e legendas em inglês.

A exposição estará patente no CIIPC, Santa Rita até 7 de Julho de 2017 e pode ser visitada de segunda a sexta-feira no seguinte horário: 9h00 -13h00 e 14h00 – 17h00.

A inauguração da exposição vai contemplar um momento especial, com a presença dos promotores, dia 2 de Junho, pelas 18h00, no CIIPC, em Santa Rita.

Publicidade

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.