«Mó que Cena…»

0
76

O mês de maio foi repleto de emoções. A vinda do Papa a Fátima (os vendedores de velas nunca venderam tanta cera na vida!); para além de o Estado ter dado tolerância de ponto no dia 12 – mas só aos funcionários públicos, pois o resto é ateu!!

O Benfica foi Tetracampeão, o Salvador Sobral venceu a Eurovisão da Canção, Bruno de Carvalho eliminou a sua página do facebook, o Sporting sagrou-se campeão nacional em Ténis de Mesa (esta notícia foi só para compor o texto), o Nuno Espirito Santo foi fazer desenhos para Foz Côa e as portagens da Via do Infante sofreram um desconto que é para os algarvios apreciarem aquela bela infraestrutura que foi construída como alternativa à Estrada Nacional 125 com dinheiro vindo da União Europeia. Na verdade o Estado Português, decidiu colocar portagens na A22 porque pela EN125 a viagem é muito mais interessante; levamos uma hora para chegar a Faro, aproveitando para ver as “vistas” – e na Via do Infante vamos mais rápido a paisagem não é tão atrativa e gasta-se mais combustível. Tudo preocupações do Governo português com os seus cidadãos…desde já agradeço!

A vinda do Papa Francisco a Portugal bloqueou as principais entradas de Fátima, além de fazer disparar a venda de velas, santinhos e afins junto ao Santuário e colocou muitos “palheiros” dessa vila portuguesa ao preço de uma dormida no Sheraton ou no Hilton, mas o que é que um bom católico não faz pela fé.

O Benfica sagrou-se Tetracampeão, o Eliseu tirou a carta de vespa, o treinador fraquinho (Rui Vitória) conseguiu mais um título e o Jorge Jesus justificou a sua ida para o Sporting porque estava cansado de estar numa equipa que só ganhava. Resumindo, é um poeta.

Salvador Sobral surpreendeu o país e o mundo, ao vencer o Festival Eurovisão da Canção. Eu desde pequeno esperava que isso acontecesse, e creio que milhares de portugueses também! Até enviámos os «Homens da Luta» para conseguir o prémio, mas em vão… Foi preciso «Amar pelos dois» para conseguirmos tal feito… Isto do amor tem destas coisas!

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, eliminou a sua página do facebook, levando milhares de benfiquistas às lágrimas, porque já não podem rir das publicações hilariantes do «Rei de Alvalade». Mas antes enviou aos sportinguistas uma mensagem emotiva, dizendo não poder convidar os 3,5 milhões de sportinguistas para o seu casamento, visto não existir um salão de festas tão grande, aproveitando para quem quiser depositar na sua conta uma “prendinha” de casamento em dinheiro (não aceita cheques) … ele fica muito comovido e agradece.

O treinador do Porto, despedido após mais um ano sem títulos, aproveitou a sua aptidão para o desenho e foi pintar gravuras para Vila Nova de Foz de Côa, além de abdicar do dinheiro que tinha direito ainda com um ano de contrato, levando Pinto da Costa às lágrimas, porque teve um “flashback” dos tempos do “apito dourado” em que não houve um só árbitro que tenha tido o mesmo gesto.

E para terminar, que já me esquecia, o Canelas subiu de divisão. A maior parte das vitórias foram conseguidas por falta de comparência de muitas equipas que não quiseram defrontar a equipa do líder dos “Superdragões”, porque do pescoço para baixo é canela e a malta não quer ficar aleijada; e ao que parece no futebol ainda não é permitida armadura como os cavaleiros usavam na Idade Média. É que além de não dar muito jeito para correr e não ser permitida a entrada de cavalos nas 4 linhas. Assim sendo, e se as equipas continuarem a ter medo de defrontar a equipa do distrito do Porto, podemos prever, e não é preciso chamar o “Bambo”, que no futuro muito próximo, o Canelas vai chegar à 1ª Liga e que os hospitais portugueses vão ter rutura de “stock” de gesso, ligaduras, compressas, soro e betadine!

Publicidade
Partilhar
Eusébio Costa

Eusébio Costa, nasceu a 31 de outubro em Monte Gordo na casa da avó paterna. Aos 14 anos, influenciado pela magia da rádio, ouvinte da Rádio Renascença de então em onda média, ouvindo relatos de futebol e programas como os “Parodiantes de Lisboa”, ingressou na Rádio Glória em 1984, só terminando essa atividade em 2012, foi técnico superior de comunicação na Junta de Freguesia de Vila Real de Santo António e foi colaborador do Jornal «O Jogo», «Jornal do Algarve» e «Jornal do Baixo Guadiana».
Em 2011 decidiu terminar os estudos e licenciou-se em Ciências da Comunicação na Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve, com média de 16 valores.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here