Deputados do PS no Parlamento querem reabertura de extensões de saúde do Interior

0
25
Extensão de Saúde do Azinhal está encerrada, apesar de ter sido alvo de melhoramentos. (Foto: CM Castro Marim)

Os deputados do PS eleitos pelo círculo de Faro querem que o Ministério da Saúde reabra duas extensões de saúde situadas no interior algarvio. Uma delas no Baixo Guadiana – Azinhal (Castro Marim) – e a outra na Bordeira (Faro). Extensões estas encerradas pelo governo liderado por Pedro Passos Coelho (PSD).

Luís Graça, Jamila Madeira e António Eusébio afirmam que a estratégia política do anterior executivo foi, em variadas matérias, a de cortar despesa pública, tendo afetado as extensões situadas no interior da região.

“Era preciso ir além da «troika», reduzindo e encerrando, muitas das vezes de forma cega, serviços e respostas públicas, onde as unidades de saúde, nomeadamente as extensões de saúde nas freguesias do interior, foram alvo prioritário”, salientou, em comunicado, Luís Graça, membro da comissão parlamentar de Saúde.

Segundo os parlamentares socialistas, no Algarve, entre 2011 e 2015, para além do “desmantelamento perpetrado ao nível dos cuidados hospitalares e da falta de médicos de família”, foram encerradas várias unidades de proximidade.

Os parlamentares socialistas apontam a extensão de saúde de Bordeira, na freguesia de Santa Bárbara de Nexe, no concelho de Faro, como um dos exemplos dos cortes efetuados, “deixando uma população maioritariamente idosa sem cuidados de saúde de proximidade”.

Foram entretanto efetuadas obras de melhoria no edifício pela população, de forma voluntária, mas a extensão continuou encerrada, acrescentam os deputados do PS.

O caso da extensão de saúde localizada na localidade do Azinha, em Castro Marim, encerrada desde 2013, assim está “por falta de condições do edifício, mesmo depois de o município local ter efetuado obras de reabilitação identificadas pela ARS”, lembram os socialistas.

Os deputados em causa questionam a ARS/Algarve no sentido de saber se está em vista a reabertura, nomeadamente, destas duas unidades de saúde.

 

Município de Castro Marim investiu 30 mil euros na reabilitação na extensão de saúde do Azinhal

Recorde-se que a reabilitação da extensão de saúde do Azinhal custou aos cofres do município de Castro Marim cerca de 30 mil euros. “As obras exigidas pela ARS, na perspetiva de melhorar a adequabilidade do edifício às suas funções de prestação de cuidados de saúde, incidiram na melhoria das condições de acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada e, de uma forma geral, na melhoria das instalações, tanto ao nível técnico, como funcional e estético”, pode ler-se em notícia camarária.

Publicidade

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.