Concerto MUNDO de Mariza no Festival de Lucía

0
19

Castro Marim volta a receber a madrinha e embaixadora do Festival de Lucía, a nossa voz no mundo. A fadista Mariza pisa o palco de Castro Marim no dia 19 de agosto, pelas 22h00, num concerto único e integrado no Festival de Lucía que terá, este ano, na sua segunda edição, a duração de dois dias.

Os bilhetes ficarão brevemente à venda, sendo esta informação disponibilizada no site do Município de Castro Marim (http://cm-castromarim.pt), bem como na página de facebook do Município (www.facebook.com/municipio.castromarim) e do Festival de Lucía (www.facebook.com/festivaldelucia). Estarão disponíveis três tipos de bilhete, consoante a zona de assento:

Zona a) 750 lugares pelo valor de 15€;

Zona b) 2000 lugares pelo valor de 20€;

Zona c) 250 lugares pelo valor de 35€;

 

Festival de Lucía

O Município de Castro Marim organiza a segunda edição desta inédita homenagem ao eterno génio da guitarra e mestre absoluto do flamenco contemporâneo, Paco de Lucía, o “Festival de Lucía”.
Paco de Lucía (natural da vizinha Andalucia – Algeciras), reconhecido como um dos melhores compositores e guitarristas do mundo, tinha em Castro Marim as suas raízes, mais concretamente em Monte Francisco, terra que viu a sua mãe, Lucía, nascer. É nesta ligação umbilical que o “Festival de Lucía” assenta, homenageando uma guitarra de várias linguagens, cruzamentos e matizes, como a que Paço de Lucía habitou o seu público, mas homenageando também as mulheres, através da memória de sua mãe, cuja alegria e semblante lusitano sempre o inspirou. Este é o Paco Português, que dedicou um disco a esta terra “Castro Marin” e à sua mãe.

O Festival de Lúcia e portanto um festival de música, que se pretende que, anualmente, seja uma inspiração planetária para todos os que possam e desejem partilhar a eternidade do génio. Depois do primeiro evento, realizado em 2016, que se vestiu de um caráter mais intimista e foi aplaudido por cerca de 700 pessoas, chegou a altura de expandir este Festival e dar-lhe um novo conceito.

A edição de 2017 terá então duas noites (18 e 19 de agosto), e do seu programa constam concertos, dança Flamenca e uma exposição coletiva de arte, não tendo um único palco, mas ocorrendo em vários espaços culturais da vila de Castro Marim.

Associado ao evento, o Município de Castro Marim pretende assumir um papel dinamizador na valorização, sensibilização e divulgação das artes e de novos artistas, promovendo para esse efeito o projeto, já com alguns anos de existência, “Artistas de Cá”, que convida artistas de todo o país a apresentarem obras sobre Paco de Lucía.

A iniciativa “Artistas de Cá” nasceu com o objetivo de incrementar das Artes na região, dando a conhecer novos artistas e sensibilizando o público, lançando-se agora o repto a nível nacional, por se tratar de uma figura incontornável da história mundial da música. Os trabalhos resultantes desta iniciativa serão expostos pela vila de Castro Marim e na Casa do Sal, o polo cultural do concelho.

O festival pretende trazer até si os novos valores da guitarra e do flamenco, dando palco aos artistas singulares ou grupos que desejem atuar no seio do Festival. Pretende-se assim uma associação às escolas artísticas da região dedicadas à guitarra e ao flamenco, expressões artísticas patentes no legado cultural de Paco de Lucia.

Publicidade

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.